23/06/2010

.
Arquitetos do sustentável
"A reversão do modelo predatório de desenvolvimento, que implica na mudança de modos de consumo, exigirá dos arquitetos novos meios de projeto e construção sustentáveis com o enfrentamento crítico e propositivo dos desafios do desenvolvimento. Novos modos de educação dos futuros profissionais deverão ser adotados."

O trecho acima é da Carta do Recife, documento do 19º Congresso Brasileiro de Arquitetos, realizado em em junho de 2010 em Recife. O despertar da arquitetura para o sustentável é muito importante porque a ocupação humana no planeta sempre causou e vai causar impacto ambiental. O que se pode é minimizar esse impacto. Ainda mais quando se fala em quase 7 bilhões de pessoas ocupando a Terra.

O arquiteto pode sim contribuir apresentando as melhores alternativas para se utilizar os "elementos e recursos naturais disponíveis, preservando o planeta para as gerações futuras, baseado nas soluções socialmente justas, economicamente viáveis e ecologicamente corretas."

Precisamos realmente do arquiteto do sustentável para que o homem tenha casa sem destruir a casa comum de todos: a Terra.

.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário