04/10/2010

COLETA SELETIVA E ELEIÇÕES
..

O exemplo dos candidatos
.
Cerca de 140 toneladas de santinhos foram espalhados na porta de colégios e ruas de Goiânia na madrugada antes do primeiro turno das eleições
.
Será que ninguém pensou em reciclagem de santinhos? Nem mesmo que é feio jogar papel no chão? Que temos aprovadas leis de educação ambiental, de resíduos sólidos estaduais e nacional? A legislação ambiental brasileira é avançada. Fala-se tanto em meio ambiente e preservação ambiental, inclusive nos debates e, na hora da eleição, no momento sublime para se dar o exemplo tudo é esquecido para se conquistar mais um voto.
.
Uma prática antiga é a de na madrugada antes da eleição abarrotar carros com material de campanha e sair pelas ruas despejando tudo, sujar as ruas com "santinhos" de candidatos e este ano não foi diferente. Acontece há décadas como mostra a charge do jornalista Edson Rontani Júnior da década de 80.


Em Goiânia, milhares de quilos de santinhos e outros materiais de campanha foram para o aterro sanitário, no interior normalmente vão para os lixões, com poucas exceções de cidades que tratam o lixo. Não se pensou em coleta seletiva para reciclagem, nem em meio ambiente, nem mesmo ou simplesmente em educação. Educação para não jogar papel no chão, dar o exemplo, respeitar as leis que são criadas justamente pelos nossos parlamentares. Faltou dar o exemplo.

Uma boa pergunta para os próximos debates e entrevistas de candidatos aos importantes e cobiçados cargos é a seguinte: O Senhor ou a Senhora vai jogar santinhos no chão, nas portas das escolas onde vão estar instaladas as seções eleitorais? Ou vai fazer uma campanha limpa do ponto de vista do meio ambiente ou simplesmente da boa educação?
.
Veja abaixo vídeo da TV Anhanguera de Goiânia com reportagem um dia depois da eleição e a quantidade de lixo gerado, espalhados pelas ruas e que não foi reciclado. O mau exemplo destas eleições em Goiânia.

Vídeo lixo e eleições:


. . .
Goiânia se transformou no retrato da falta de educação e do desrespeito ao meio ambiente. Segundo a Comurg a cidade nunca amanheceu com tanto lixo espalhado.
.
Para todo canto que se olhava lá estavam eles. Santinhos poluiam ruas, calçadas e praças. E as portas de escolas emprestadas para votação mais pareciam depósito de lixo. Professores e estudantes precisaram esperar o pessoal da limpeza dar duro para a aula começar. Todos ficaram indignados pelo péssimo exemplo deixado por políticos e militantes.

.
"É uma tristeza, uma vergonha. Como será o segundo turno? Será a mesma bagunça?", diz a estudante Carolina Aguiar.

.
"É um mal exemplo, péssimo para nós que estamos dentro da escola, ensinando para as crianças, educando. Aqui está se deseducando", diz coordenadora de escola Lunamar Moraes.
.
Ao todo 140 toneladas de papel foram despejadas na cidade. Em muitas regiões onde choveu nem mesmo para reciclagem os santinhos serviram. Para deixar a cidade limpa novamente foi preciso deslocar de outras funções cerca de 2000 funcionários da comurg.
.
"Nos registros da Comurg nunca houve tanto lixo e desrespeito a cidade e aos funcionários da Comurg como houve ontem", diz presidente a Comurg Luciano Henrique de Castro. (Texto do vídeo)
. . .

Nenhum comentário:

Postar um comentário