03/03/2011

Câmara vai coordenar
17° Simpósio no Cerrado

A Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Goiânia vai coordenar o 17° Simpósio Ambientalista Brasileiro no Cerrado – SABC que será realizado em outubro de 2011. A escolha foi feita em votação realizada em reunião no Ibama no dia 2 de março.
O SABC é realizado anualmente e tem como objetivo principal a luta pela preservação e conservação do Bioma Cerrado. O tema para este ano sugerido é Sustentabilidade e Legislação do Cerrado.

Vereador Mizair Lemes e Mayza Toledo
.
No dia 3 de março uma equipe formada por servidores da Amma, Ibama e Semarh visitou a Câmara Municipal para conhecer as salas que poderão ser utilizadas para a organização do evento e debates e os auditórios para evento final.

Sala da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal

A Sociedade Ambientalista Brasileira no Cerrado – SABC é constituída por 39 instituições parceiras. Entre elas estão Amma, Semarh, UFG, PUCGoiás, Fieg, Faeg, Corpo de Bombeiros, Batalhão Ambiental, Prefeitura de Goiânia, Seduc e Câmara Municipal.
O presidente da Comissão de Meio Ambiente e vereador Mizair Lemes apresentou a Casa para a equipe. "Colocamos toda a estrutura da Câmara Municipal a disposição para a realização do 17° SABC”, frisou.

O assesor de gabinete Cristiano Craveiro acompanhando a equipe da Amma, Ibama e Semarh
.
O vereador Mizair Lemes fez pronunciamento informando da presença da Secretária Executiva da SABC, Mayza Toledo; da representante do Ibama, Maura Leão, e dos representantes da Semarh, Yuara Crescencio e Wagner Oliveira.


ENTREVISTA MIZAIR LEMES

.
“EA mostra que existem leis
que precisam ser cumpridas"

O vereador Mizair Lemes é presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Goiânia. Durante visita ele respondeu pequena entrevista em que frisa que a Casa vai dar apoio para a realização do próximo Simpósio Ambientalista Brasileiro no Cerrado como estrutura física e divulgação para o evento na TV Câmara. Ao final ele fala sobre educação ambiental e legislação.

EAemGoiás - A Câmara Municipal legisla para Goiânia. Como o senhor vê legislação e cerrado atualmente?

Mizair Lemes -
O município de Goiânia ainda tem cerrado e vamos discutir para preservarmos o que estamos perdendo. Inclusive temos o Parque do Cerrado ao lado do Paço Municipal. Vamos discutir a qualidade do nosso cerrado e ganhar com isso já que a Comissão de Meio Ambiente vai fazer todos os levantamentos de cerrado ainda existentes em Goiânia. Com a participação de todos os municípios vamos ganhar força para que a Câmara Municipal de Goiânia faça seu papel na defesa do cerrado.

.
EAemGoiás -
O cerrado não foi incluído na Constituição de 1988 como pratrimônio nacional. Essa discussão volta novamente neste momento?
Mizair Lemes - Não tenho dúvida. Esse é momento certo. A Câmara vai ganhar muito porque vamos colocar em pauta questões como a do novo Código Florestal e a da PEC do Cerrado.


Cristiano Craveiro, Maura Leão, Mayza Toledo, Mizair Lemes, Yuara Crescencio e Wagner Oliveira em frente ao painel Tradições Goianas de M. Calvancante e Gomes de Souza

EAemGoiás - Como o senhor vê a relação de educação ambiental e legislação?
Mizair Lemes - Não adianta legislarmos e não termos educação ambiental. Educação ambiental faz a diferença porque ela vai mostrar ao cidadão que existe a lei e ela precisa ser cumprida. Se não tivermos educação ambiental as leis não são cumpridas. No município de Goiânia podemos ver fundos de vale onde os proprietários estão pagando Iptu, Itu sem que seja sua obrigação. A obrigação do município é assumir a responsabilidade fechando, delimitando. Há muita gente usufruindo de uma coisa que é proibida, que não pode e a Prefeitura está recebendo de forma indevida. A educação ambiental pode estar mostrando para a sociedade o que é de obrigação e de direito das pessoas e do poder público.
. . .

Nenhum comentário:

Postar um comentário