29/02/2012

A maior discussão sobre

meio Ambiente em Goiás

Conferência Estadual de Meio Ambiente acontece a partir desta quinta-feira, dia 1º de março, e vai discutir a preservação do bioma Cerrado e da água

A 3ª Conferência Estadual do Meio Ambiente de Goiás será a maior discussão já feita no Estado sobre a temática ambiental e a preservação do bioma Cerrado e da água. O evento vai acontecer a partir desta quinta-feira, dia 1º de março, e vai durar até o sábado, dia 3. Vão ser três dias de intenso debate sobre o contexto ambiental, assuntos atuais e que precisam ser aprofundados. A abertura será no Salão Lago Azul do Centro de Cultura e Convenções de Goiânia, a partir das 20 horas do dia 1º.

As discussões e plenárias, na sexta (2) e no sábado (3), das 8 às 18 horas, vão acontecer no Hotel Serras de Goyaz, que fica na Avenida Paranaíba, Centro. A Conferência é realizada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh). Os preparativos começaram em agosto do ano passado, com a realização de 33 etapas municipais e, depois, de 11 regionais para discutir, de acordo com o contexto local, a temática central:
Cerrado Rio+20: Economia Verde no Contexto do Desenvolvimento Sustentável e da Erradicação da Pobreza.

Nas regionais, que envolveu os 246 municípios do Estado, foram eleitos 120 delegados, representantes dos diversos setores da sociedade. Eles vão se reunir, agora, na Estadual e apresentar as demandas acertadas em cada região. Além deles, o evento é aberto ao público e qualquer pessoa pode participar, integrando os grupos de discussão. Para isso, basta comparecer no dia da abertura e realizar o cadastramento. Uma equipe da Semarh vai estar no Centro de Convenções a partir das 17 horas de quinta-feira (1º) para garantir a inscrição a tempo dos participantes acompanharem a solenidade, com presença do governador Marconi Perillo e do secretário de Meio Ambiente, Leonardo Vilela.


Goiás se antecipa aos demais estados do Brasil e é o primeiro a colocar em pauta a convenção das Nações Unidas, que acontece em junho, no Rio de Janeiro: a Rio+20. O evento vai reunir chefes de estado do mundo inteiro na capital carioca e, este ano, vai contemplar entre os temas o bioma Cerrado. Também chamado de ‘savana brasileira’, de clima tropical semiárido, relevo diversificado e solos distróficos (com poucos nutrientes e ácidos), o bioma possui mais de 12 mil espécies de vegetais, mais de 1,8 mil espécies de animais e ocupa uma área de 24% do território brasileiro, sendo que apenas 3% dela estão protegidos por unidades de conservação. Daí a urgência em discutir medidas de preservação.


Para ampliar a discussão, visando o fortalecimento e aprimoramento da política estadual de Meio Ambiente, o tema central foi dividido em cinco plataformas. São elas:
1 - Agroextrativismo: Coleta e Aproveitamento da Biodiversidade Nativa Combinada com a Produção Agrícola e Pecuária; 2 - Política Estadual de Resíduos Sólidos: Estudos de Regionalização da Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos; 3 - PSA – Pagamento por Serviços Ambientais: Processo de Valorização da Vegetação Nativa. Remuneração pela Conservação do Meio Ambiente; 4 – Unidade de Conservação e ICMS Ecológico: Mais Repasse para Municípios que Preservam; 5 – Comitês de Bacias Hidrográficas e Participação Democrática. No momento da inscrição, a pessoa escolhe em qual deseja participar.

Programação
Abertura

Dia
: 1º de março (quinta-feira)
Horário
: 20 horas
Local
: Salão Lago Azul - Centro de Cultura e Convenções de GOiânia
Observação
: A partir das 17 horas, uma equipe da Semarh vai estar no local para iniciar o cadastramento dos participantes. A inscrição é gratuita.

Discussões e plenárias

Dias
: 2 e 3 de março (Sexta e sábado)
Horário
: das 8 às 18 horas
Local
: Hotel Serras de Goyaz, Avenida Paranaíba, n°1.445, Centro.
Ponto de referência
: Fica em frente ao Ginásio Rio Vermelho.

Informações
: (62) 3201-5196

Informações: Galtiery Rodrigues
Fonte: Site da Semarh


Nenhum comentário:

Postar um comentário