28/02/2013

Blairo Maggi é o novo presidente
da Comissão de Meio Ambiente
e fiscalização do Senado

Fernando Collor cumprimenta o atual presidente, Blairo Maggi

O senador Blairo Maggi (PR-MT) foi eleito na quarta-feira (27) para presidir a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) até 2014.

Blairo Maggi, que chegou a receber de ONGs ambientalistas o título de “Motossera de Ouro”, assinalou que, apesar de tudo o que já foi falado e escrito sobre ele, no seu governo houve redução do desmatamento. Quanto à atuação do grupo empresarial André Maggi, líder na produção mundial de soja, afirmou que segue rigidamente a legislação ambiental. Mais do que obrigação, ele disse ser assim por “convicção”.

- Se não cuidarmos bem da terra, se o produtor não cuidar bem do meio ambiente em que vive, ele não terá futuro – salientou.

Depois dos comentários, Maggi disse aos integrantes da CMA de que poderiam ficar seguros de contar com ele o vice, Eduardo Amorim, para um "tranquilo biênio de trabalho". Assegurou que todos poderão sugerir pontos para a agenda de temas, para uma discussão “às claras, sem qualquer tipo de restrição ou óbice”. Atuando dentro de suas prerrogativas, observou que a comissão pode ainda exercer papel importante na fiscalização das ações do governo.

“Muitos podem achar que esse não é um lugar para mim, mas posso dizer com toda tranquilidade, conheço bem, sei o que os ambientalistas querem, sei o que os setores produtivos querem e desejam e nós saberemos levar ao bom termo a discussão correta, tranquila e democrática. (...) Sei o desafio que tenho pela frente, mas também já trilhei, já fiz e sei como fazer as coisas acontecerem daqui pra frente”, discursou o novo presidente.
 
Conhecido como rei da soja e ganhador do troféu Motosserra de Ouro do Greenpeace, em 2005, Maggi foi governador de Mato Grosso e, durante seu mandato (2003-2010), foi considerado um inimigo dos ambientalistas, por quem foi apelidado de "estuprador de florestas", mas conseguiu sair da posição destruidor de floresta ao adotar uma série de uma série de medidas para conter o desmatamento em Mato Grosso.

(Com informações da Agência Senado e ((o)) eco.com.br)


  

Nenhum comentário:

Postar um comentário