16/11/2008

Educação Ambiental

Comunidade Kalunga


Trabalho da Semarh
Cavalcante - Goiás
Setembro de 2008


Cajuzinho do Cerrado 

das terras dos Kalungas de Goiás

Em viagem a Cavalcante para realizar trabalho de educação ambiental com equipe da Semarh-Goiás, em outubro 2008, no norte de Goiás, recolhi algumas caretas ou sementes de cajuzinho do cerrado. Foi só distribuir na sementeira, colocar a terra, molhar e em pouco mais de uma semana começaram a germinar. A semeteira custou R$5,00. Que delícia os cajuzinhos de Cavalcante, em meio a serras, lugares que os negros encontraram para fugir de seus senhores quando ainda existia escravidão negra no Brasil. A abolição chegou mas eles continuam lá em meio ao cerrado em muitos lugares que preservam as características de centenas ou milhares de anos atrás. Preservação principalmente porque sempre foi de difícil acesso com serras e vales e ainda é uma terra que não foi dominada pela monocultura que ocorre em outras partes do Estado. Mas queimadas ainda é uma grande ameça para o cerrado de Cavalcante.




Foi realizada oficina com pintura de cartilhas e as crianças Kalungas de Cavalcante reunidas no Vão do Moleque puderam mostrar sua arte. Educação ambiental com as cartilhas Ler e Colorir. Oficina pelos educadores ambientais Odália Machado e Wagner Oliveira. Mas a equipe de educação ambiental que viajou para o Vão do Moleque foi composta também pela educadora ambiental Laurenita Borges e o motorista José Luiz.


No chão mesmo o lápis de cor ia colorindo o meio ambiente das crianças da comunidade kalunga. No final teve premiação para os melhores desenhos escolhidos por uma comissão julgadora. O convite para a Semarh participar do evento festivo dos Kalungas que já ocorre há 114 anos foi feito pela Secretaria de Estado de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial - Semira. Em 2008 foi realizada uma gincana da reciclagem. Muito reciclável foi recolhido e o local ficou bem mais limpo do que em outras festas. Em anos anteriores, depois das festividades e com a primeira chuva todo o lixo corria para dentro dos corregos que inclusive servem para abastecimento de água de muitos kalungas. Educação ambiental para que as festividades não tragam prejuizo ao meio ambiente e nem doenças. A gincana da reciclagem na comunidade kalunga deve continuar em 2009. 

Crianças Kalungas premiadas na oficina de pintura de meio ambiente na I Gincana da Reciclagem do Vão do Moleque, em Cavalcante. Foram distribuídas cartilhas Ler e Colorir da Secretária Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos - Goiás.



Os trabalhos das crianças da comunidade Kalunga foram expostos durante a festa. 

Motorista da Semarh José Luiz durante a viagem a comunidade Kalunga.

Uma das casas kalunga próxima a um rio de águas cristalinas e piscinas naturais.


Sorteio da bicicleta da I Gincana da Reciclagem.

Ganhador da bicicleta da I Gincana da Reciclagem da Festa do Moleque, na comunidade Calunga.


Bombeiros, Semira, Semarh, Agecom e Secretaria de Saúde no Vão do Moleque. 


Distribuição de material didático e pedagógico: Cartilhas Ler e Colorir, Meio Ambiente e Cidadania, Lixo nosso de cada dia, cartazes com tempo de decomposição do lixo e cartazes com calendário ecológico. Trabalho de educação ambiental da Semarh - Goiás.

Posto de Coleta dos recicláveis na comunidade Kalunga. Apoio do Corpo de Bombeiros.

Palestra de educação ambiental durante oficina de pintura para crianças da comunidade Kalunga.

Equipe da Semarh de Goiás (de branco Wagner Oliveira e Laurenita Borges), uma das organizadoras do evento,  Sandra, da Semira, equipe do Corpo de Bombeiros e equipe da Agecom. Trabalho do Governo do Estado de Goiás na comunidade Kalunga. Uma equipe da Secretaria Estadual de Saúde também trabalhou no local.



Nenhum comentário:

Postar um comentário