26/10/2011

Educação Ambiental na
Faculdade de Jussara

O prefeito de Jussara Paulo Lucesio Carvalhaes e Ivana Paula no Rio Araguaia durante a temporada de Praia de 2011. Pelo primeiro ano Jussara desenvolveu uma ampla campanha de preservação do Rio Araguaia (Projeto Araguaia vive) unindo forças (poder público municipal, populares e acadêmicos). E agora a Educação Ambiental da Semarh foi convidada para proferir a palestra Empreendedorismo Sustentável para o Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental na Faculdade de Jussara. Veja abaixo
.

Bolsa da XIV Semana Acadêmica Professor Dionísio Pereira Machado, realizada na Faculdade e Jussara de 24 a 28 de outubro de 2011
.

Palestra realizada na Faculdade de Jussara, cidade a 228 quilômetros de Goiânia. Poucos sabem que o município também é banhado pelo Rio Araguaia como Aruanã, Aragarças, Baliza e outros municípos em Goiás. E a partir de 2011 Jussara une forças no trabalho de educação ambiental no Rio Araguaia
.

Recolhendo lixo nas margens do Rio Araguaia no mês de julho. Projeto: Araguaia vive
.

Público que assistiu a palestra na Faculdade de Jussara. As fotos foram feitas por Paulo Augusto
.

A equipe de Jussara da Prefeitura Municipal e Faculdade de Jussara no Rio Araguaia com Mário Arruda da Costa que é especialista em antropologia
.

O cerrado pode gerar renda, emprego, negócios, oportunidades... E é importante também para preservação do Córrego Água Limpa que abastece Jussara. E tudo está interligado porque a água que passa por Jussara vai para outros municípios como Britânia, mantendo o Lago dos Tigres. Então Britânia também depende da preservação da água em Jussara, de córregos com matas ciliares, de água sem poluição
.

O secretário municipal de meio ambiente de Jussara Wolmer Arraes lembra que Jussara já deu vários passos: tem estação de tratamento de esgoto, vai fazer a doação de 19 mil mudas de árvores para reflorestamento, principalmente de nascentes e matas ciliares, e o município é um dos 38 que já está licenciando e fiscalizando. Outro avanço é que Jussara está participando de um consórcio entre cinco municípios (Jussara, Santa Fé, Fazenda Nova, Itapirapuã e Novo Brasil) que está possibilitando a construção de aterro sanitário em Novo Brasil para os municípios. "Até dia 30 apresentamos projeto para obtenção de recursos e de licença de instalação junto a Semarh", diz Wolmer Arraes
.

Público presente acompanhou a palestra atento ao conteúdo durante cerca de uma hora e meia
.

No final da palestra de educação ambiental da Semarh na Faculdade de Jussara com professores e a Diretora-Geral Leila de Fátima Lopes: "Muito boa a palestra"
.

Tamanduá-Bandeira atropelado nas estradas. Ainda é comum ver. Mas até quando? E o que fazer? Pelo menos reduzir a velocidade, ter mais atenção em locais com mais vegetação ou cerrado preservado que podem ser corredores de migração
.

Equipe de ciclistas que saíram de Jussara e foram até o Rio Araguaia de bicicleta. Depois desceram o rio em barco desenvolvendo trabalho de educação ambiental, orientando e até recolhendo lixo
.

Momento de destaque do potencial do cerrado que existe nos frutos: agroextrativismo
.

Coletores de recicláveis (alumínio) que a equipe da Prefeitura, comunidade e da Faculdade de Jussara instalou no Rio Araguaia durante a temporada de Praia 2011
.

Professores e alunos assistiram a palestra em Jussara
.

Ivana Paula entrega certificado e bolsa da XIV Semana Acadêmica promovida pela Faculdade de Jussara.

.
Obrigado

Ivana Paula: "Você conseguiu conciliar o assunto de meio ambiente e fazer um comparativo com nossa cidade. A importância de crescer sustentavelmente como foi exposto por você é indispensável. É impossível na verdade crescer de forma não sustentável uma vez que já está comprometido, não é mais uma questão de futuro"
.
.
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário